Notícias - TJRJ: Justiça nega cobrança separada da Contribuição de Iluminação Pública

Notícia

TJRJ: Justiça nega cobrança separada da Contribuição de Iluminação Pública

08 de Fevereiro de 2018
TJRJ: Justiça nega cobrança separada da Contribuição de Iluminação Pública

O juiz Diego Ziemiecki, em exercício na 5ª Vara Cível da Comarca de Campos dos Goytacazes, indeferiu hoje, dia 2, o pedido de tutela de urgência da Defensoria Pública do Estado do Rio para que a cobrança da Contribuição de Iluminação Pública seja desvinculada da cobrança da tarifa de energia realizada pela Enel. A ação da Defensoria Pública pedia que boleto de cobrança da Enel viesse com as duas cobranças especificadas em códigos de barra distintos.

Ao negar o pedido de urgência da Defensoria, o magistrado considerou que tal medida está em dissonância com a Constituição federal nos termos do Parágrafo Único do artigo 149-A. Além disso, poderia acarretar no risco do aumento da inadimplência em relação à Contribuição de Iluminação Pública, tornando o consumidor mais vulnerável, já que o sistema de energia não seria mantido sem reajuste das tarifas.

“Desta forma, a aposição de duplo código de barras, embora, aparentemente, salvaguarde direitos dos consumidores, na verdade fará com que as normas protetivas se voltem contra os mesmos, aumentando a carta tarifária, talvez até em patamar superior ao que atualmente se paga, privando-o, ao final, de tal serviço essencial.”

Na decisão, o magistrado excluiu o município como parte ré da ação e designou audiência de conciliação em data a ser estabelecida.

JM/JAB

Processo nº 0002280-67.2018.8.19.0014

Link da Notícia: http://www.tjrj.jus.br/web/guest/home/-/noticias/visualizar/55203?p_p_state=maximized
Fonte: Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro
Data da Notícia: 08/02/2018